CapaÉ com imensa alegria que o IPDMS disponibiliza o primeiro número de seu periódico internacional: “InSURgência: revista de direitos e movimentos sociais” (ISSN: 2447-6684). A revista foi lançada ainda em setembro, por ocasião do V Seminário Direitos, Pesquisa e Movimentos Sociais, em Vitória-ES.

A publicação virtual é uma parceria com o Programa de Pós-Graduação em Direitos Humanos da Universidade de Brasília (PPGDH/UnB) e encontra-se hospedada no sistema eletrônico daquela universidade.

Com conselho científico diversificado e representativo, em termos nacionais e internacionais, a revista apresenta já em seu primeiro número uma proposta ousada, com 7 seções:

1. Dossiê: seção dedicada a organizar, a partir de um tema escolhido para uma edição particular da revista, um debate relativo a áreas específicas do tema geral direitos e movimentos sociais.

2. Em defesa da pesquisa: seção dedicada a socializar pesquisas, ensaios e artigos livres, que, em chave crítica, contribuam para a construção de reflexões e propostas atinentes à temática de direitos e movimentos sociais. A seção de artigos livres da revista do IPDMS é uma homenagem à escritora e militante Patrícia Galvão (Pagu), resgatando, em sua denominação, o título de um ensaio escrito para a edição de 26 de outubro de 1945 do semanário Vanguarda Socialista.

3. Diálogos insurgentes: seção dedicada a publicar entrevistas com pesquisadores e militante que tenham relevância para a relação entre direitos e movimentos sociais. A seção de entrevistas da revista do IPDMS é uma homenagem ao advogado popular Miguel Pressburger, resgatando, em sua denominação, a proposta de uma práxis insurgente para o direito.

4. Temas geradores: seção dedicada a fomentar a elaboração de textos que, sem perder seu rigor com a pesquisa, permitam a difusão de sínteses a respeito de expressões, conceitos ou institutos, que comportem múltiplas interpretações ou significado, concernentes ao tema geral que relaciona direitos e movimentos sociais. A seção de verbetes da revista do IPDMS é uma homenagem ao educador popular Paulo Freire que incluía, em sua proposta pedagógica, temas geradores a serem trabalhados junto à consciência das classes populares.

5. Práxis de libertação: seção dedicada a visibilizar textos e documentos dos movimentos sociais, demonstrando que as organizações populares possuem produção intelectual própria que não pode ser ofuscada pelo saber formal. A seção de textos e documentos dos movimentos sociais da revista do IPDMS é uma homenagem ao filósofo argentino-mexicano Enrique Dussel, um dentre tantos intelectuais e militantes comprometidos com uma práxis de libertação dos povos.

6. Poéticas políticas: seção dedicada a divulgar produções artísticas e literárias que expressem o compromisso de valorização da cultura popular e de construção artística militante, típica dos atores envolvidos com e nos movimentos sociais. A seção de texto e manifestações artísticas da revista do IPDMS é uma homenagem a Augusto Boal, criador do teatro do oprimido, ensejando na dramaturgia uma “poética política” (subtítulo de seu livro mais conhecido – Teatro do oprimido e outros poéticas políticas).

7. Caderno de retorno: seção dedicada a realizar interpretações críticas, por meio de resenhas, de publicações recentes ou clássicas de textos e livros de interesse dentro do tema direitos e movimentos sociais. A seção de resenhas da revista do IPDMS é uma homenagem ao escritor e político martinicano Aimé Césaire que, como poeta da negritude, escreveu Caderno de um retorno ao país natal, poema de resgate da identidade negra e de crítica ao colonialismo.

Com esta inspiração é que esta primeira edição está organizada, contendo trabalhos de Ivanilde Apoluceno de Oliveira, Erika Macedo Moreira, Carlos Frederico Marés de Souza Filho, Mariana Trotta Dallalana Quintans, Óscar Correas, Enrique Dussel, Jesús Antonio De la Torre Rangel, Rosembert Ariza Santamaría, George Meszaros, dentre outros autores. Cabe destacar, ainda, que na seção de textos de movimentos sociais encontram-se documentos históricos do EZLN, MTST, MST, ESNA e EMMP.

O próximo número da revista já está sendo preparado e enconta-se com prazo aberto para submissões de trabalhos até 1º de fevereiro de 2016. O dossiê temático será dedicado aos “Povos e Comunidades Tradicionais, Questão Agrária e Conflitos Socioambientais” (confira aqui a convocação).

Boa leitura a todas e todos!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

4 + 2 =